Bloguinho da Zizi

quarta-feira, 30 de abril de 2014

O louco






O louco

Perguntais-me como me tornei louco. Assim aconteceu:

- Um dia, muito tempo antes de muitos deuses terem nascido, despertei de sono profundo e notei que todas as minhas máscaras tinham sido roubadas – as sete máscaras que eu havia confeccionado e usado em minhas sete vidas – e corri sem máscara pelas ruas cheias de gente gritando:
- “Ladrões, ladrões, malditos ladrões!”

Homens e mulheres riram de mim e alguns correram para casa, com medo de mim.

E quando cheguei à praça do mercado, um garoto trepado no telhado de uma casa gritou:
- “É um louco!”
Olhei para cima, para vê-lo. O sol beijou pela primeira vez minha face nua.

Pela primeira vez, o sol beijava minha face nua, e minha alma inflamou-se de amor pelo sol, e não desejei minhas máscaras. E, como num transe, gritei:
- “Benditos, benditos os ladrões que roubaram minhas máscaras!”

Assim me tornei louco!

E encontrei tato liberdade como segurança em minha loucura: a liberdade da solidão e a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.

Khalil Gibran

4 comentários:

✿ chica disse...

Que texto maravilhoso escolheste! Fazia anos( parece) que o tinha lido e nem lembrava bem. Foi legal reler!

Que teu dia seja lindo,bom feriado amanhã! beijos,chica

Maria José Rezende de Lacerda disse...

Olá amiga Zizi. Que bom que voltou a postar. Não tenho tido tempo para trocar ideias e carinhos na blogosfera. Beijos e ótimo final de semana.

Denise Portes disse...

Amei esse texto, eu não conhecia, obrigada por me apresentar.
Bjos
Denise

Mundo da Carolina disse...

Esse texto é perfeito,hoje em dia existe muita loucura na vida,tanto loucura boa como loucura má,hoje em dia existem mais guerras do que pessoas alegres,mas todos nós temos que ser positivos,apesar de todas as nossas chatices e doenças!! Beijinhos fofinhos!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt