Bloguinho da Zizi

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Não te envergonhes do tempo...

http://vsyako-razno.ru/uploads/posts/2013-05/1368497348_9.jpg

Não te envergonhes do tempo...
Como o vento esculpe a pedra,
e...aguça nossa imaginação
ao tentar adivinhar as intenções do artista...
assim o tempo, faz em nós.
Não desfigura,
não desvaloriza,
não faz mal...
faz arte.
Apagar as rugas?
Não sei não...
assim parece que nos roubam uma preciosa jóia...
nos negando o prazer de exibi-la...
o querer cada ensinamento da vida bem visível.
Não nos será um direito?
Ao contrário das superficialidades, que nada acrescentam,
essas impressões na pele geram um brilho,
um frescor que jamais tivemos antes,
nos áureos dias dos poucos anos...
uma postura mais segura...
um ar reflexivo...
uma novidade do ser pensada e repensada...tranquila,
já sem pressas,
que parece fazer bem.
Parece ter algo importante a dizer...
Queira Deus que tenha...senão...nada importa.
E interessante seria ouvir.
Principalmente porque exprimem fora,
o que desabrochou dentro...
e que seja belo!
Não é um murchar da doce e tenra rosa.
É uma categoria nova...
um evoluir da macia pétala...
Algo que dribla o óbvio.
E ressurge diferente...
É um jeito novo de ser mulher.
Muito mulher!
Jeito corajoso.
Jeito revolucionário.
Beleza sem tempo.
Beleza forte.
Inesquecível...
Há algo frágil no fugir da realidade...algo desconcertado dentro.
Que salta fora em repuxos delirantes.
Mansidão mulher...equilíbrio...
Grande cosmético!
Quantos anos tem uma mulher que se aceita?
Que se gosta?
Meu Deus...
creio que tem a idade das estrelas...
de tudo que eternamente encanta.

Gi Stadnicki

10 comentários:

Manuel disse...

Quem me dera,que este belo poema, fosse uma fonte para a nossa conduta.
Infelizmente nunca estamos satisfeitos e queremos, a todo modo, apagar as marcas que o tempo nos vai dando.
Obrigado

✿ chica disse...

Maravilhoso texto e se não nos aceitarmos o que será de nós? Isso é básico, não adianta querer mudar...Envelhecemos e que bom quando envelhecemos junto do nosso amor, assim tudo fica melhor...beijos,tuuuuuuuuudo de bom,chica

Regina Rozenbaum disse...

Minina que babado...não conhecia essa maravilha. Adorei Zi!
Beijuuss

ValériaC disse...

Absolutamente adorável!!!
Fez me bem, ler, minha querida...sabe que aprecio até as rugas das pessoas...pois sei o quanto o passar do tempo pode enriquecer cada ser...beijinhos,
Valéria

Calu B. disse...

Há o que refletir-se sobre a passagem do tempo, sobre o tempo que marca...as histórias e experiências vividas na pele,são nossos brilhos faíscantes.

Bjinhus, Zizi.
Calu

marlene disse...

Bom dia minha querida amiga é muito importante que aprendamos a conviver com o passar do tempo e com as marcas que ele traz sem nos sentir
diminuidas ou menos belas porque ganhamos traços ou marcas que a vida nos presenteia achei lindo este poema muito profundo e verdadeiro grata por sua visita que me faz muito feliz bjs marlene

Graça Pereira disse...

Sem rugas...eu não estaria completa!
Poema maravilhoso!
Beijo amigo
Graça

Denise Portes disse...

Zizi,
que feliz eu fico de ler o que você posta, eu não conhecia esse poema. Verdadeiro e bonito. Que feliz eu me sinto quando passeando pelo delírio você deixa um carinho.
Você me faz feliz, que delícia poder dizer isso para alguém que eu já sei que me é especial.
Beijos
Denise

Manuel disse...

O poema é grandioso e a imagem é maravilhosa.
Boa escolha!

Mundo da Carolina disse...

Eu tenho vergonha de sempre falar o que penso porque tenho sempre medo que as pessoas me levem a mal,por isso sou super envergonhada para com as pessoas que me rodeiam. Sou uma rapariga com 28anos super timida!! Vi conhecer o teu cantinho através dos blogues da doce chica!! Espero que tambem possas conhecer o meu!! Muitos beijinhos,tudo de bom para ti!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt