Bloguinho da Zizi

segunda-feira, 14 de junho de 2010

O silêncio de Cristo



Uma antiga lenda norueguesa narra este episódio sobre um homem chamado Haakon, que cuidava de uma ermida à qual muita gente vinha orar com devoção. Nesta ermida havia uma cruz muito antiga, e muitos vinham ali para pedir a Cristo que fizesse algum milagre.
Certo dia, o eremita Haakon quis também pedir-lhe um favor. Impulsionava-o um sentimento generoso. Ajoelhou-se diante da cruz e disse:
– Senhor, quero padecer por vós. Deixai-me ocupar o vosso lugar. Quero substituir-vos na Cruz.
E permaneceu com o olhar pendente da cruz, como quem espera uma resposta.
O Senhor abriu os lábios e falou. As Suas palavras caíam do alto, sussurrantes e admoestadoras: 
- Meu servo, cedo ao teu desejo, mas com uma condição.
– Qual é, Senhor?, Perguntou com acento suplicante Haakon. É uma condição difícil? Estou disposto a cumpri-la com a tua ajuda!
– Escuta-me: aconteça o que acontecer, e vejas tu o que vires, deves guardar sempre o silêncio. 
Haakon respondeu: 
- Prometo-o, Senhor!
E fizeram a troca sem que ninguém o percebesse. 
Ninguém reconheceu o eremita pendente da cruz; quanto ao Senhor, ocupava o lugar de Haakon.
Durante muito tempo, este conseguiu cumprir o seu compromisso e não disse nada a ninguém. 
Certo dia, porém, chegou um rico. Depois de orar, deixou ali esquecida a sua bolsa. Haakon viu-o e calou. 
Também não disse nada quando um pobre, que veio duas horas mais tarde, se apropriou da bolsa do rico. 
E também não quando um rapaz se prostrou diante dele pouco depois para pedir-lhe a sua graça antes de empreender uma longa viagem.
Nesse momento, porém, o rico tornou a entrar em busca da bolsa. Como não encontrasse, pensou que o rapaz se teria apropriado dela; voltou-se para ele e interpelou com raiva:
– Dá-me a bolsa que me roubaste!
O jovem, surpreso, replicou-lhe:
– Não roubei nenhuma bolsa!
– Não mintas; devolve-ma já!
– Repito que não apanhei nenhuma bolsa!
O rico arremeteu furioso contra ele.
Soou então uma voz forte:
- Pára!
O rico olhou para cima e viu que a imagem lhe falava. 
Haakon, que não conseguiu permanecer em silêncio diante daquela injustiça, gritou-lhe, defendeu o jovem e censurou o rico pela falsa acusação.
Este ficou aniquilado e saiu da ermida. E o jovem saiu também porque tinha pressa para empreender a sua viagem.
Quando a ermida ficou vazia, Cristo dirigiu-se ao seu servo e disse-lhe:
– Desce da Cruz! Não serves para ocupar o meu lugar. Não soubeste guardar silêncio.
– Mas, Senhor, como podia eu permitir essa injustiça?
Trocaram de lugar. Cristo voltou a ocupar a cruz e o eremita permaneceu diante dela.
O Senhor continuou a falar-lhe:
– Tu não sabias que era conveniente para o rico perder a bolsa, pois trazia nela o preço da virgindade de uma jovem. O pobre, pelo contrário, tinha necessidade desse dinheiro e fez bem em levá-lo; quanto ao rapaz que ia receber os golpes, as suas feridas o teriam impedido de fazer a viagem que, para ele, foi fatal: faz uns minutos que o seu barco acaba de soçobrar e que ele se afogou. 
Tu também não sabias isto; mas eu sim. E por isso me calo.
E o Senhor tornou a guardar silêncio.
Muitas vezes nos perguntamos por que Deus não nos responde. 
Por que Deus se cala? 
Muitos de nós quereríamos que nos respondesse o que desejamos ouvir, mas Ele não o faz: responde-nos com o silêncio. 
Deveríamos aprender a escutar esse silêncio.

7 comentários:

Rejane-Enajer disse...

Arrepiada, comovida, deslumbrada!! nossa, fazia tempo que não lia algo tão lindoooooooooooooooooooooooooooooo!! Este copiei para meus favoritos.GANHEI O DIA!!
bjsss

ValériaC disse...

Que mensagem mais linda...encheu meus olhos de lágrimas...
O silêncio de Deus, com absoluta certeza, nos fala mais do que todas as palavras...

Amiga, seguimos alguns amigos em comum e hoje vim te conhecer, e aqui me encantei pelo seu recanto...já estou a seguir seu blog....e aqui voltarei para ler estas preciosidades que aqui colocas.

Tenha uma linda semana!
Um abraço
Valéria

Cigana do Oriente disse...

Maravilhoso!!! Que lição de vida! Muito obrigada por nos presentear com mensagens assim, pois precisamos cada vez mais aprender.
Como disse minha querida amiga Valéria, somos da mesma turma rsss, só que tá crescendo tanto que daqui a pouco não vou poder visitar todo mundo
Mas enquanto der sempre darei uma passadinha te deixar o meu abraço e conferir o que postou pra nós, beijosssss

Jorge disse...

Zizi,
devemos ouvi-Lo em silêncio do coração. Não para ouvir o que Ele nos quer dizer, mas compreendê-lo de que a nossa vida, pautada nele, depende apenas de nós e seguí-lo é vivenciar seus ensinos.

Anjo, beijo no coração!!!
Jorge

Marcoso Fabricadehumor.com disse...

Adorei a mensgem, Parabéns, boa semana, vamos ttorcer pelo Brasil Hoje

Fernando Christófaro Salgado disse...

Olá Zizi,

Bela história! Nesta vida de aprendizado temos que aceitar e enfrentar os desafios e problemas que surgem com abnegação. A intenção de defender o rapaz pobre foi boa, mas não foi de encontro com o recomendado por Jesus. Nem sempre o que julgamos ser o melhor para os outros se configura como verdade.

Um grande abraço!

Fernando C. Salgado

Jorge disse...

Zizi,

tem um selinho prá você no meu blog.

Beijo!!!