Bloguinho da Zizi

quarta-feira, 2 de março de 2011

Quando colocamos nosso destino nas mãos dos outros

Chegando a noite. L. Zubov - http://www.art-vernissage.ru/files/prilnoch.jpg

Por conta do meu trabalho me deparo com pessoas que esperam que eu dê um jeito em suas vidas.

A frase constante é: O que eu faço?
E quando a resposta é: Não sei!!  -  vem a decepção.
- Como assim?  Eu preciso de ajuda!

Em meio a consulta descubro que a grande maioria das pessoas busca loucamente qualquer coisa que lhes diga como devem agir em suas vidas.
Videntes, cartomantes (várias, que é pra confirmar) e até os terapeutas holísticos, são os procurados.
Um falou, o outro falou outra coisa e por aí vai, uma série de desencontros nas respostas esperadas.
Qual está dizendo o que realmente vai acontecer?

Como seria bom, não é? Se a gente tivesse um roteirinho prontinho pra seguir? E melhor ainda se tivesse alguém pra dar o passo a passo.

Mas, na vida não é assim. Nada contra videntes ou cartomantes, eu mesma atuo com o tarot vez por outra, mas...nossa vida é escrita por cada um de nós. 

A vida é feita das nossas escolhas e não do que outros possam dizer que vai ou não acontecer.

É preciso muito cuidado, uma palavra pode, ao invés de elevar a pessoa, derrubá-la e aí fica muito pior.
Sou testemunha de várias dessas situações, pois muitos me buscam pra consertar o estrago. E é como a história do papel amassado, que jamais ficará liso como foi um dia.
É preciso um trabalho profundo, muita dedicação e principalmente discernimento por parte daquele que busca suas resposta no outro, pois nem sempre o outro tem o discernimento necessário.

A resposta está em nós. Basta silenciar o ego e deixar que a Essência flua.

16 comentários:

Jorge disse...

Na moleza, melhor alguém resolver os nossos problemas...e não apenas nos orientar.
Mas que valor tem em depender do que os outros nos dizem?
Devemos assumir a nossa vida, mesmo que com receios pois este é o caminho do nosso amadurecimento. Compartilhar experiências, conselhos sempre é bom, desde que filtremos com o nosso bom-senso.

Anjo amiga, beijo no coração!!!

Denise Portes disse...

Zizi,
Vou levar comigo esse trecho onde você "responde" a pergunta:
- O que devo fazer?
É preciso muito cuidado, uma palavra pode, ao invés de elevar a pessoa, derrubá-la e aí fica muito pior. E é como a história do papel amassado, que jamais ficará liso como foi um dia. É preciso um trabalho profundo, muita dedicação e principalmente discernimento por parte daquele que busca suas resposta no outro, pois nem sempre o outro tem o discernimento necessário. A resposta está em nós. Basta silenciar o ego e deixar que a Essência flua.
A resposta é essa, em minha opinião não existe outra.
Um beijo
Denise

soniaconsult disse...

Estas pessoas Zizi,
cresceram assim. Sempre tiveram com alguém ao lado dizendo o que fazer.
E agora adultos ficam no muro das indecisões buscando alguém que diga como descer ou que pegue pela mão e pule junto.
Nem mesmo as crianças devemos tratar desta forma, por que serão adultos amanhã. E eles possuem a capacidade de escolha, é claro que devemos orientar, mas nunca decidir por elas.
Bzus

Chica disse...

Não podemos esperar que as respostas cheguem dos outros...Lindo e verdadeiro teu texto.beijos,ótimo dia,chica

Calu disse...

Sábios conselhos,claras metas.O importante é, como vc disse,saber fazer nossas escolhas.
Zizi querida,deixo mil bjinhos pra ti. Me espere que volto logo do passeio e te conto tudo.
Curta o feriado.
Bjkas,
Calu

laurinhando por ai disse...

Saudades de ti, Zizi

Muitos vão buscar fora aquilo que está tão perto.
É só olhar para dentro de si e certamente a resposta estará lá esperando...Ai como é bom esse encontro!!!Maktub!!!
bjos
Laurinha

nacasadorau disse...

Completamente de acordo, sobretudo com a frase final.

A vida não seria só mais fácil se soubéssemos antecipadamente que passo dar, seria também muito insípida, aborrecida e até triste.
Mesmo no momento, em cada minuto da vida, é preciso tomar decisões e agir em conformidade com o que nos diz o coração, a nossa natureza e até os reflexos e a capacidade de resolução.
Isto é viver e fazê-lo bem depende essencialmente de casa um de nós.

Gostei muito de texto e desta frescura em tons de rosa... lindo.

Beijinhos

Luciana Penido disse...

Zizi cada vez que entro no seu blog me deparo com uma imagem lindaaa!!! Delícia de ver!!!
Adorei o texto,realmente as pessoas querem "receita de bolo" como se fosse fácil assim,a vida é feita de escolhas,cada um é responsável pela sua felicidade e colocá-la nas mãos do outro é erradíssimo.Bjs

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Ninguem nasce com as instruções na "embalagem"...
È certo que uma palavra de encorajamento ou até mesmo a indicação de um caminho pode ser-nos muito útil, dependendo do valor da pessoa que o faz. Ás vezes, peço conselhos,opiniões mas...a decisão errada ou não, é sempre minha!
A vida é para ser vivida com tudo o que ela nos dá!
Gostei da tua postagem, como sempre, minha Amiga! Tu és uma pessoa sensata e sensível, isso eu sinto!
Mil beijos
Graça

Marli Borges disse...

Querida Zizi,
Você tem toda a razão. Nada na vida é de graça, tudo tem um preço. E o preço mais caro é aquele que se paga pela irresponsabilidade, quando colocamos no outro o encargo de fazer opções que cabem a nós. Assim agindo perdemos a liberdade, a autonomia, nosso bem mais precioso. Pode até parecer cômodo culpar o outro por nossa infelicidade, quando alguma coisa vai mal, mas é pura ilusão. Cada um é responsável pela sua vida, pelas suas escolhas. E, se escolheu transferir responsabilidades, já era. Haverá de pagar o preço. Assumir responsabilidades, tomar decisões, fazer escolhas, enfim, tomar as rédeas da vida, as alegrias e as tristezas, os acertos e os erros: isso é viver. O resto é arremedo.
Adorei o post.
Bjssssss

Angela Fonseca disse...

Ei, sumidinha querida! Aliás, eu também... Pois é: a grande maioria das pessoas quer delegar a outrem o trabalho de conhecer e lidar com seus sentimentos, atitudes, desejos, conflitos. É mais fácil, porque sempre se pode 'culpar' o outro pelo descaso e a preguiça consigo mesmo.
Se cada um se olhasse no espelho com honestidade e vontade de 'arrumar a casa' seríamos criaturas muito melhores. Gostei do toque. Beijinhos, Angela

ValériaC disse...

Muito bom voce tocar neste tema minha flor...infelizmente muitas pessoas sentem uma necessidade muito grande de que os outros digam o que fazer, não sabem como assumir as rédeas de suas vidas.
É lamentável, jamais devemos colocar a nossa vida nas mãos de ninguém, além de nós mesmos.
Tenho um lema de vida que sempre levo comigo: Prefiro errar por uma escolha e decisão minha do que pelo fato de ter deixado outro decidir por mim.
Somos realmente responsáveis por nós mesmos e por nossas decisões e assim vamos aprendendo, crescendo e traçando os rumos de nossas vidas.
Beijinhos
Valéria

Tati disse...

Oi Zizi, não é só na terapia. Isso começa na escola quando o professor é detentor do conhecimento e ao aluno cabe a tarefa de recebê-lo pronto. A gente se acostuma a isso e quando vê, não quer mais ter o trabalho de decidir, o que nos exime também da responsabilidade pelo resultado das resoluções tomadas. É mais confortável esta posição, mas neste caso seremos sempre fantoches em nossas vidas. Melhor que ser o ator principal é ser, além disso, o roteirista! Rsrs É uma longa caminhada.
Beijos.

Regina Rozenbaum disse...

Zizi amaaada!
Pois não é assim...se pedimos os "conselhos" sabemos bem a quem culpabilizar por nossas decisões. Gostei que escreveu...continue...keep writting!!!
Beijuuss, iluminados, n.c.

Maria José disse...

Com certeza, amiga. A vida é feita de nossas escolhas. Beijos.

Isa Mar disse...

Ótima abordagem amiga!
Cada um tem que assumir o controle de sua vida, o papel do terapeuta é apenas aconselhar, mas infelismente muitos não tem discernimento suficiente e acabam causando estragos.
O futuro é maleável e moldável de acordo com as escolhas e decisões de cada um e não pode ser previsto, pois tudo muda constantemente.
Cada caminho um destino, cada ação promove consequências diversas
Estarei voltando depois do carnaval
Beijos pra ti!