Bloguinho da Zizi

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A missão do vento



Eu deixo aroma até nos meus espinhos,

ao longe, o vento vai falando de mim.


Cecília Meirelles




12 comentários:

✿ chica disse...

Fiquei aqui vidrada, olhando ,contemplando essa imagem...

Linda,linda demais e Cecília e suas palavras acompanharam a beleza!! beijos, chica

Mari Rehermann disse...

Fiquei um bom tempo admirando a imagem...quanta paz!!

Muita luz em seu dia!!
Beijinhos!!♥

Angela Fonseca disse...

Que lindo, Zizi! Adoro vento, meu signo é de ar: Gêmeos. Carregando perfume então, tudo de ótimo! Beijinhos, Angela

Regina Rozenbaum disse...

O vento daqui manda beijuss pro daí!

R. Vieira disse...

Que maravilha de imagem.
que encanto de blog!
Acho que vou me sentar aqui hein!
Salve Cecília e a poesia que hoje comemora seu centenário! ;))

Maria José Rezende disse...

Olá amiga Zizi. Que pensamento lindo! Devemos deixar nosso amor em tudo, inclusive nas coisas que machucam. Beijos.

William Oliveira disse...

Zizi, este ensinamento lindo aqui, completa este outro pra mim, que me deixou lá no comentário do Novo Mito:
"... temos a missão de orientar para que cada um manifeste sua Essência.
Lindo!"
Gratidão pelas revelações e por sua Luz !

William

Estrela disse...

Como esta flor,eu também deixo perfumes em meus espinhos.
Lindo, lindo!
Bjus!

Manuel disse...

Eu gosto muito dessa grande poetisa embora não a conheça tanto como devia.
Mas lembro este pequeno excerto de um poema:
Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda.
Boa escolha.

Denise Portes disse...

Zizi,
Essas palavras, que eu não conhecia, fizeram a minha segunda-feira muito melhor.
Beijos saudades
Denise

Calu disse...

Aqui a pausa ganha uma causa maior:encantamento; e sentindo a brisa que Cecília soprou o perfume está por todo lugar.
Bjos,
Calu

Graça Pereira disse...

O vento leva a semente
com muita fraternidade...
Um abraço a toda a gente
que envolvo na Amizade!

Lindo pensamento. Beijocas
Graça