Bloguinho da Zizi

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Na berlinda, o coração




Há momentos em que tudo o que a gente precisa é dar colo para o próprio coração. Aconchegá-lo no nosso olhar de escuta. Deixar que perceba que naquele instante todas as outras coisas podem nos esperar um pouco; ele, não. Ele é o nosso rei e o nosso reino. O papel para desenho e a caixa de lápis de cor. A música e a orquestra. Nossa bússola e nosso mar. A flor, o pólen, a borboleta, ao mesmo tempo. A colméia e o mel. O centro onde tudo principia e para o qual tudo converge. Ele não pode esperar.

O coração da gente gosta de atenção. De cuidados cotidianos. De mimos repentinos. De ser alimentado com iguarias finas, como a beleza, o riso, o afeto. Gosta quando espalhamos os seus brinquedos no chão e sentamos com ele para brincar. E há momentos em que tudo o que ele precisa é que preparemos banhos de imersão na quietude para lavarmos, uma a uma, as partes que lhe doem. É que o levemos para revisitar, na memória, instantes ensolarados de amor capazes de ajudá-lo a mudar a freqüência do sentimento. Há momentos em que tudo o que precisa é que reservemos algum tempo a sós com ele para desapertá-lo com toda delicadeza possível. Coração precisa de espaço.

Ana Jácomo

11 comentários:

ValeriaC disse...

Como é sublime tudo o que a Ana Jácomo escreve, além de acertado.

Nosso coração na verdade, em tudo o que ele abriga, merece todo carinho de nós mesmos, mas quase sempre esperamos que venha o alento de fora... temos que dar-lhe atenção, nutri-lo com os mais belos e benfazejos sentimentos, temos que amorosamente o cuidar e o preencher, para que fiquemos bem conosco e com a vida, para que deixemos livre a expansão de tão magnifico sentimento, o Amor... que ele possa ser Luz que transborde em nós e pelo mundo.

Beijinhos e ótimo dia amiga...
Valéria

Denise disse...

Coisa mais linda, Zizi!

Estive a cuidar do meu, esparramei brinquedo no chão (literalmente!!), brinquei, contei história, senti bracinhos envolverem meu pescoço, e vibrei com todos esses momentos amorosos. À minha volta tinha espalhada a família reunida, e respirei desse ar, alimentando o coração.
O texto veio falar da importância desses momentos, da alegria secreta que alimenta a alma da gente. Acho que vou levá-lo comigo....rs

Obrigada por enfeitar meu dia, Zi!
Bjo terno, como vc é!

♫*Isa Mar disse...

Nossa, que lindo texto, gostei muito, uma verdadeira poesia!
Estou voltando e na medida do possível chegando nos blogs amigos.
Beijos pra ti!

Calu disse...

Seguindo esses sábio conselhos, teremos mais inteireza com ele e, aprenderemos a ouvi-lo mais e melhor.
Ùteis conselhos, Zizi.Todos os corações lhe agradecem a recomendação.
Bjos mil,
Calu

✿ chica disse...

Lindo demais e o coração além de espaço, precisa leveza. carinho... beijos,tudo de bom,chica

Mery disse...

O coração precisa de colo, gosta de atenção, precisa de espaço...
Bela postagem, amei.
Abraços da Mery.

Denise Portes disse...

Zizi,
Eu vivo a embalar o meu coração pra os meus dias fiquem mais felizes.
Um beijo, com carinho
Denise

Lena disse...

Zizi, minha querida amiga
Que texto maravilhoso da Ana Jácomo. Sem brincadeira, parece algodão doce, de tão gostoso. Considero a Ana Jácomo a melhor poetisa de nossos tempos. Ela fala com o coração, de coisas corriqueiras que queremos ouvir, que precisamos ouvir. Geralmente, as palavras dela nos dão um colo almofadado de muito amor!
Olha que coisa mais linda:
"...E há momentos em que tudo o que ele precisa é que preparemos banhos de imersão na quietude para lavarmos, uma a uma, as partes que lhe doem...". Sabe, é uma coisa muito linda a pessoa imaginar banho de imersão para o coração.
Aprovadíssimo o texto por vc escolhido.
Te adoro, minha flor. Bjkas com muito carinho!

Graça Pereira disse...

Querida Zizi
Palavras lindas deixadas agora no zambeziana, que chegaram rápidas ao coração! Bato à porta do teu blog e...esbarro com o "teu" coração!
Coincidências...ou não!
De facto o nosso coração precisa de espaço, de carinhos e de cuidados...
Um texto belissimo que me leva a pensar que, se calhar, não lhe presto tanta atenção como devia!
Está batendo...que bom! É a sua função! A partir de hoje, vou dedicar-lhe mais tempo e conversar muito...quem sabe, se ele tem coisas para me dizer que eu ainda não sei?
Mil beijos
Graça

Regina Rozenbaum disse...

É Zizi amaaaada, qual coração não gosta de pequenas preciosidades diárias? O problema, muitas vezes, é na escuta in_devida e ficamos em dívida com o pobre... Só carecemos desses "instantes ensolarados de amor capazes de ajudá-lo a mudar a freqüência do sentimento" e aí faz-se a maior magia que conheço: VIDA que vale a pena de ser vívidamente vivida!
Beijuuss, queridona minha, n.a.

Evanir disse...

Muitas Vezes Deus Tira Alguem Que
Amamos Tanto.
Mais Esse Mesmo Deus Traz Alguem
Que Aprendemos Amar..
Por Isso NÃo Devemos Chorar
Pelo Que Nos Foi Tirado
E Sim ..Aprender A Amar O
QUE Nos Foi Dado ..
Nada Que È Nosso Vai Embora Para Sempre.
A Você Com Muito carinho um
feliz Domingo (DIA DOS PAIS)
Beijos No Coração.
Evanir