Bloguinho da Zizi

terça-feira, 20 de abril de 2010

Não ao medo

 imagem Vladimir Kush

Digo não a submeter-me ao medo
Que me tira a alegria de minha liberdade
Que não me deixa arriscar nada,
Que me torna pequeno e mesquinho,
Que me amarra,
Que não me deixa ser direto e franco,
Que me persegue,
Que ocupa negativamente a minha imaginação,
Que sempre pinta visões sombrias.
No entanto, não quero levantar barricadas por medo do medo.

Quero viver, não quero encarcerar-me.
Não quero ser amigável por ter medo de ser sincero.
Quero pisar firme porque estou seguro, não para encobrir meu medo.
E quando me calo, quero fazê-lo por amor, não por temer as conseqüências de minhas palavras.
Não quero acreditar em algo só pelo medo de não acreditar.
Não quero filosofar por medo de que algo possa atingir-me de perto.
Não quero dobrar-me só porque tenho medo de não ser amável.
Não quero impor algo aos outros pelo medo de que possam impor algo a mim;
Por medo de errar, não quero tornar-me inativo.
Não quero fugir de volta para o velho, para o inaceitável, por medo de não me sentir seguro novamente.
Não quero fazer-me de importante porque tenho medo de ser, caso contrário, ignorado.
Por convicção e amor quero fazer o que faço e deixar de fazer o que deixo de fazer.
Do medo quero arrancar o domínio e dá-lo ao Amor.
E quero crer no reino que existe em mim.

Rudolf Steiner

4 comentários:

Emília disse...

Zizi querida!!
Vim agradecer a visitinha,o comentário e desejear-lhe um ótimo feriado.
Sobre aquele texto que uma amiga me enviou, eu achei tão reflexivo,e a princíio choca as pessoas pelo título,que até mudei.Gosto muito do trecho em que o psicólogo diz que:

Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto...
Enfim, é “alguém” ou “algo” que nos faz “namorar” a vida e nos afasta do triste destino de “ir levando”.
Beijos..Emilinha

Marcoso Fabricadehumor.com disse...

lindo texto, voe e ultrapasse o medo

Maria Tereza Venzke disse...

Oi Zizi,

Bela postagem,

Quanta coisa impedimos de acontecer por medo de arriscar....

Tem um mimo p/ vc no blog:

http://despertandonaluz.blogspot.com/2010/04/irmas-de-alma-peguem-seu-selo.html

Paz e luz no seu caminhar.

Beijo

Sonia Schmorantz disse...

Uma reflexão de vida, uma linda lição!
beijo